Entenda porque migrar sistemas ERP e CRM para a nuvem

Sabe como a computação em nuvem pode ser vantajoso para seus sistemas ERP e CRM? leia nosso artigo e confira:

Cloud computing ou computação na nuvem é uma das soluções para armazenamento de sistemas e arquivos que mais contribui para o sucesso de um empreendimento em decorrência de sua acessibilidade remota em qualquer lugar do mundo, proporcionando agilidade nas ações, menos custos com hardware, manutenção facilitada e diversos outros fatores que fazem da computação na nuvem uma poderosa aliada.

No post de hoje falaremos sobre como o cloud computing pode abranger os sistemas ERP e CRM de uma empresa, aqueles utilizados para a gestão empresarial e para controle da base de clientes além de descobrir porque isso pode trazer uma série de benefícios para os seus negócios. Confira!

Vantagens da adoção para os sistemas ERP e CRM

A migração dos sistemas de gestão de processos de uma empresa para a nuvem apresenta vantagens em diversos aspectos como praticidade, agilidade para alterações e reparos e inclusive economia financeira.

  • Facilidade de manutenção: diferente dos servidores físicos que exigem espaço, infraestrutura adequada e conhecimento específicos, o sistema ERP/CRM dispõe de soluções mais simples e práticas no que diz respeito à manutenção, como as atualizações automáticas, possibilidade de operação remota e auto diagnósticos que facilitam muito a vida da equipe de TI. Uma consequência disso é que como não é necessária atenção em tempo integral à operação dos sistemas, o foco da mão de obra técnica do empreendimento poderá ser voltado para a busca de soluções que proporcionarão crescimento para a empresa ao invés da inteira dedicação ao funcionamento das ferramentas.
  • Integração de setores e processos: quando o sistema ERP trabalha em cloud computing, os processos dentro de um negócio passam a ter mais condições de integração entre eles. Isso acontece devido aos padrões implantados pela equipe de TI e repassados de forma unificada para todos os demais colaboradores, aumentando a produtividade do empreendimento e diminuindo o nível de erros decorrentes de falhas humanas e operando de forma muito mais simplificada.
  • Flexibilidade: outra facilidade que a migração dos sistemas ERP/CRM para a nuvem proporciona é a flexibilização conforme as necessidades do empreendimento para inclusão ou retirada de módulos das plataformas de trabalho. Ou seja, ele acrescenta novos softwares ou aumenta a quantidade de perfis de acesso de forma a acompanhar o crescimento do empreendimento.

Mais eficiência e lucratividade

Pelos fatores que citamos anteriormente, a empresa ganha em eficiência diminuindo a quantidade de retrabalho pois com esta possibilidade de integração proporcionada pela computação em nuvem a identificação de erros é feita de forma muito mais ágil. Outro ponto positivo da migração do sistema ERP/CRM é a união de fatores em prol do lucro da empresa, como por exemplo, o foco em soluções de crescimento, a não necessidade de gastos com servidores físicos e a diminuição do índice de erros.

Em síntese

A migração das plataformas de gestão de processos de seu negócio para a nuvem proporciona uma melhor performance da equipe de TI, pois ela passa a ter melhores condições para desenvolver seu trabalho, flexibilidade ao contratar pacotes de uso dos serviços conforme a necessidade e diminuição de gastos com equipamentos além da possibilidade de terceirização da administração do sistema ERP/CRM, dando a oportunidade para o negócio focar em seu ramo de atuação, o que é excelente para que o controle do empreendimento seja realizado de maneira mais tranquila e eficaz.

Você tem dúvidas sobre a migração do sistema ERP ou do CRM de sua empresa para a nuvem? Então aproveite os comentários e converse conosco! Como está interessado neste assunto, você também pode gostar de aprender tudo sobre o ROI. Não deixe de conferir!

 

Author André Bernardo de Oliveira

Diretor Comercial | Professor de Negócios - Best Seller | Executivo Especialista em Gestão de TI

More posts by André Bernardo de Oliveira

Leave a Reply